Inter perde para o Sport após expulsão e liderança cai para um ponto

Inter perde para o Sport após expulsão e liderança cai para um ponto

Inter sofre a virada, mas busca o empate no final com o Atlético no Mineirão
Inter atropela São Paulo no Morumbi e assume a liderança do Brasileirão
Inter bate o Ceará por 2 a 0 e assume a vice-liderança do Brasileirão

Era a noite para encaminhar uma liderança confortável para as últimas três rodadas. No entanto, não foi o que aconteceu no Beira-Rio, nesta quarta-feira. O Inter sofreu, não jogou bem, viu um jogador ser expulso ainda no primeiro tempo e apresentou falhas defensivas. Assim, perdeu por 2 a 1 para o Sport, viu encerrar a longa invencibilidade e, de quebra, manteve o campeonato Brasileiro em aberto para uma reta final eletrizante.

Os gols foram marcados todos no primeiro tempo. O Sport abriu o placar com Marcão. Três minutos depois, Patrick empatou. Mas a vitória dos visitantes veio em falha defensiva em um dos últimos lances da etapa inicial, anotado por Dalberto.

Com o resultado, o Inter se manteve na liderança do Brasileirão, mas a vantagem para o Flamengo é de apenas um ponto: 66 a 65. Na próxima rodada, o Inter enfrenta o Vasco, no domingo, em São Januário, às 16h, em jogo válido pela 36ª rodada do Brasileirão.

Falhas defensivas e cartão vermelho

Abel Braga escalou uma equipe sem muitas surpresas, mesmo com os desfalques. Uendel jogou no lugar de Moisés e Dourado começou a partida no lugar de Lindoso, ambos suspensos. Caio Vidal, que havia dado lugar a Marcos Guilherme nas últimas partidas, também voltou ao time titular.

O Sport iniciou a partida com as linhas baixas, enquanto o Inter tentou ocupar o campo adversário. Assim, os visitantes ficaram na defesa, aguardando a agressividade da equipe de Abel Braga. No entanto, fez a aposta errada. Diante de um adversário com três zagueiros e dois laterais mais recuados, praticamente em uma linha de cinco, abusou dos cruzamentos, neutralizados em sequência pela defesa adversária.

Enquanto o Sport apostava única e exclusivamente nos contra-ataques, foi justamente uma dessas escapadas que tornou mais difícil a vida do Inter. Após um cruzamento mal-sucedido, Marquinhos disparou em velocidade. Uendel tentou afastar de cabeça, mas pegou mal. Na velocidade, o jogador do Sport ganhou do lateral do Inter, que ia invadir a área se não fosse puxado. Por conta da falta, o árbitro expulsou direto o jogador colorado.

Com um a menos, a situação piorou aos 37 minutos. Novamente com Marquinhos puxando contra-ataque, ele se aproveitou da falha de Rodrigo Dourado. De calcanhar, achou Marcão, que venceu a defesa e saiu na cara de Marcelo Lomba. Com categoria, tocou para marcar 1 a 0 para os visitantes.

Menos de três minutos depois, a reação do Inter, com um dos poucos jogadores que tentaram algo ofensivamente no primeiro tempo. Após bate rebate na entrada da área, Patrick se aproveitou de bola que sobrou e, com um chute forte, estufou as redes de Luan Polli para empatar.

No entanto, em um dos últimos lances, nova falha defensiva resultou em gol do Sport. Após cruzamento de Patric vindo da direita, o goleiro Marcelo Lomba pediu saída da bola, alegando que o cruzamento veio por fora. O goleiro e a zaga pararam, mas o ataque do Sport seguiu. E, assim, Dalberto recebeu bola escorada e marcou o segundo, para levar o Sport em vantagem ao intervalo. O VAR revisou e confirmou o gol.

Inter luta, mas não consegue empatar

Na segunda etapa, o Inter precisava da virada. Apesar da tentativa de mudança de postura, voltando a ocupar o campo do Sport, a produção ofensiva não se alterou. A equipe seguia sem encontrar alternativas de criação para romper as linhas do rival, e seguiu abusando dos cruzamentos na área, sem levar vantagem pelo alto.

Mais recuado, o Sport chamou o Inter para seu próprio campo. Chegando à frente na base do toque de bola, por pouco não encontrou o empate com Caio Vidal. Ele recebeu, no bico direito da grande área, e bateu de trivela. A bola tocou o pé da trave direita de Luan Polli, assustando o adversário.

Desesperado para buscar ao menos um ponto, o Inter se atirou à frente. E colocou a campo Abel Hernandez, para seguir insistindo nos cruzamentos. No entanto, passou a dar espaço para o Sport contra-golpear. Em uma dessas chegadas, Thiago Neves quase ampliou. O meia levou à frente, e bateu forte, no travessão de Marcelo Lomba.

O Inter se atirou ao ataque nos minutos finais. As poucas chegadas à frente em velocidade dos pernambucanos acabaram nos pés de Hernane Brocador, que não enxergou os companheiros em boas condições, sempre em vantagem numérica para os visitantes. Ainda teve uma chance em cobrança de falta, que Cuesta bateu fraco para defesa do goleiro, e não encontrou forças para empatar, mantendo em aberto o campeonato faltando três rodadas para o fim.

Campeonato Brasileiro – 35ª rodada

Inter 1

Marcelo Lomba; Rodinei, Lucas Ribeiro, Victor Cuesta e Uendel; Dourado (Nonato), Edenilson, Patrick (Peglow), Praxedes (Leo Borges) e Caio Vidal (Abel Hernandez); Yuri Alberto. Técnico: Abel Braga

Sport 2 

Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson, Rafael Thyere e Junior Tavares (Hernane); Betinho, Marcão, Marquinhos (Sander) e Thiago Neves (Ewerton); Dalberto (Luciano Juba). Técnico: Jair Ventura

Gols: Marcão (37/1T), Patrick (40/1T), Dalberto (48/1T)

Cartões amarelos: Leandro Fernandez (Inter); Patric, Luan Polli e Marquinhos (Sport)

Cartões vermelhos: Uendel (Inter)

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques (PR)

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 10/02, às 19h

Os comentários de terceiros são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

COMENTÁRIOS

Enviar
1
Olá!
Olá!
Gostaria de pedir uma música!
Powered by