Preço da carne de frango e suína deve seguir alto até o ano que vem

Preço da carne de frango e suína deve seguir alto até o ano que vem

Em depoimento a Moro, Cunha diz que tem aneurisma igual ao de Dona Marisa
Mega-Sena pode pagar 3 milhões de reais no sorteio de sábado
Para vice-presidente da RBS, rádio e televisão têm que conviver com as novas mídias

O preço da carne de gado subiu muito nos últimos meses. A causa está associada á pandemia, clima e outros fatores. No entanto, alternativas como carne de frango e suína também estão registrando aumento.

Conforme o presidente do Conselho da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, o ano foi de surpresa. Pandemia, que fez com que os custos para as empresas aumentasse muito. As indústrias tiveram que reduzir o número de funcionários, disponibilizar EPI’s e outros custos adicionais.

Outro fator para o aumento, de acordo com Turra, é o preço elevado do milho e farelo de soja. Para o agricultor é bom, porém para o criador de animais não. Com o valor maior, a alimentação dos animais encarece e isso acaba afetando no preço final da carne.

Aves e suínos sempre tiveram um repasse dos custos menor, em comparação com a carne bovina. Entretanto neste ano, com todos esses fatores, não teve como o setor segurar o preço.

A expectativa, conforme Turra é de estiagem para esse ano. A falta de chuva deve impactar na produção de milho e soja e o preço no ano que vem seguir alto. Por isso, o preço da proteína de frango e suíno deve seguir alto também em 2021.

De acordo com o presidente, a exportação é uma saída importante para as empresas do setor. Os negócio fora do país fazem com que as indústrias lucrem e invistam mais ainda no país, portanto a exportação é muito importante e não impacta no fornecimento local.

Os comentários de terceiros são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

COMENTÁRIOS

Enviar
1
Olá!
Olá!
Gostaria de pedir uma música!
Powered by