Mulher encontrada morta ao lado do ex-companheiro em Condor tinha medida protetiva, diz polícia

Foto: Reprodução / RBS TV

Mulher encontrada morta ao lado do ex-companheiro em Condor tinha medida protetiva, diz polícia

Stara lança novos produtos
Moradora do Lar do Idoso é obrigada a comprovar que está viva para poder continuar recebendo benefício do INSS
Prefeito de Não-Me-Toque Armando Roos anuncia aumento salarial aos servidores

A mulher encontrada morta ao lado do ex-companheiro na quarta-feira (16) em Condor, tinha medida protetiva contra ele há pelo menos dois meses, segundo a Polícia Civil.

Liana Santos Gomes, de 35 anos, foi encontrada morta dentro de um carro ao lado de Everton Luiz Rodrigues, de 38 anos. A polícia investiga o caso como feminicídio seguido de suicídio.

Antes de matar Liana e cometer suicídio, Everton teria assassinado a tiros o atual namorado dela, Andrio Andrade Mazzaro, de 29 anos, na tarde de terça (15), em Júlio de Castilhos.

Os dois foram abordados pelo suspeito quando saíam de carro de uma propriedade. A polícia informou que, após atirar quatro vezes contra Andrio, Everton o atropelou e sequestrou Liana.

De acordo com a polícia, a medida protetiva havia sido pedida em razão de ameaças realizadas contra a vítima. Everton não deveria se aproximar de Liana e nem ter contato com ela e com a filha de 2 anos, que eles tinham juntos.

“Na maioria dos casos os agressores, os abusadores, eles cumprem o conteúdo das medidas protetivas porque eles sabem das consequências, agora, essas pessoas que chegam nesse ponto de praticar um feminicídio seguido de suicídio, elas estão transtornadas”, destaca o delegado regional de Santa Maria, Sandro Meinerz.

“Independente de ter a patrulha naquele momento, a vítima não teve condições, pelo que se apresenta, de ter feito uma ligação para o 190 e acionar uma patrulha da Brigada Militar, foi uma fatalidade que aconteceu e que é muito difícil, nesse tipo de delito, nós tentarmos prever isso”, diz o Tenente Coronel da BM Cleberson Braida Bastianello.

Liana dos Santos Gomes, de 35 anos — Foto: Reprodução / RBS TV

Liana dos Santos Gomes, de 35 anos — Foto: Reprodução / RBS TV

Andrio Andrade Mazzaro, de 29 anos era o atual namorado de Liana  — Foto: Reprodução / RBS TV

Andrio Andrade Mazzaro, de 29 anos era o atual namorado de Liana — Foto: Reprodução / RBS TV

Crime premeditado

De acordo com o delegado Adriano De Rossi, a polícia acredita que o crime foi premeditado, já que foram encontradas cartas na casa de Everton endereçadas aos pais dele.

“O crime foi premeditado primeiro porque havia cartas que ele escreveu de próprio punho na casa dos pais dele, no quarto dele, uma endereçada para a mãe e outra para o pai. No veículo a gente encontrou uma outra carta, essa digitada, que mostra mais uma vez que ele premeditou todos os crimes que ocorreram”, diz.

Liana foi enterrada no Cemitério Municipal de Júlio de Castilhos em cerimônia restrita para a família, na manhã desta quinta-feira (17).

Everton Luiz Rodrigues, de 38 anos é suspeito de ter matado Liana e Andrio  — Foto: Reprodução / RBS TV

Everton Luiz Rodrigues, de 38 anos é suspeito de ter matado Liana e Andrio — Foto: Reprodução / RBS TV

*G1 RS

Os comentários de terceiros são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

COMENTÁRIOS

Enviar
1
Olá!
Olá!
Gostaria de pedir uma música!
Powered by