Governo não vê como prioritária a volta do futebol no RS

Foto Lucas Uebel | Divulgação

Governo não vê como prioritária a volta do futebol no RS

Reforma em gabinete de Lasier vai custar R$ 138 mil aos cofres públicos
Dois gaúchos são escolhidos na primeira etapa do The Voice Kids
Mega-Sena volta a acumular e pode pagar R$ 10 milhões no sábado

Mais uma má notícia para o futebol. Há mais de 100 dias sem jogos e apenas treinando fisicamente de forma distante, os clubes não têm no horizonte uma previsão de retorno do Campeonato Gaúcho. E, conforme o governador Eduardo Leite, a volta do futebol não é vista como prioritária.

Na live do governo em que foi determinada a distribuição das bandeiras no modelo de distanciamento controlado, Eduardo Leite falou sobre o futebol. “Estamos analisando os dados e informações que temos da Federação Gaúcha de Futebol. Por enquanto o que está permitido é a preparação física, como em uma academia, sem contato. Estamos analisando os protocolos apresentados pela federação e possivelmente poderemos ter uma resposta nessa semana sobre o retorno do campeonato”.

Entretanto, o governador listou as dificuldades enfrentadas pelas regiões em bandeira vermelha. “Como a gente tem falado, tem aumento de forma persistente nas interações. Nesse momento, o retorno do futebol não é prioridade. Por mais que sejam jogos com portões fechados, o futebol causa aglomerações de amigos, turmas que se reúnem para assistir os jogos. Precisamos ganhar mais tempo para este retorno”. Mesmo assim, a ideia é que o Gauchão seja encerrado antes do começo do Brasileirão, marcado para 09 de agosto.

Grêmio em SC

Sem a liberação para que sejam realizados treinos coletivos no Rio Grande do Sul, o Grêmio estuda uma alternativa radical. É a transferência das suas atividades para Santa Catarina, onde há liberação para qualquer tipo de treinamento. Conforme nota divulgada pelo Tricolor, a cidade escolhida é Criciúma. Não é definida, porém, a data para que o período de treinos em solo catarinense ocorra.

*Diário

Os comentários de terceiros são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

COMENTÁRIOS

Enviar
1
Olá!
Olá!
Gostaria de pedir uma música!
Powered by