Carazinho alcança maior número de casos ativos de Covid-19 desde início da pandemia

Carazinho alcança maior número de casos ativos de Covid-19 desde início da pandemia

Passo Fundo registra nova morte pelo Coronavírus e total chega agora a 42
Governo divide RS em 20 regiões e coloca Lajeado e Passo Fundo em alerta
Com 258 óbitos, Rio Grande do Sul ultrapassa os 10 mil casos de Covid-19

O número de casos positivos de Covid-19 subiu novamente nesta segunda-feira (22). Já são 76 casos positivos em Carazinho. Destes, 54 estão curados, ou seja, 22 casos da doença ainda são considerados ativos. No boletim diário do Comitê de Combate ao Coronavírus relatou ainda 10 casos suspeitos que estão em análise no Laboratório Central de Saúde Pública – LACEN-RS. Os resultados podem ser disponibilizados para a secretaria da Saúde ainda hoje.

A instituição negativou 108 exames e outros 406 testes rápidos realizados em Carazinho deram negativo. Os serviços de saúde receberam durante o dia 16 pessoas com suspeita de Síndrome Gripal. Dezesseis pessoas estão internadas com Covid-19, 11 delas no Hospital de Caridade de Carazinho e as outras 5 em hospitais de referência na região e que não foram divulgados. Seguem em isolamento domiciliar, sendo monitorados pela secretaria da Saúde 108 pessoas.

A secretária da Saúde de Carazinho, Anelise Almeida, analisou os números em entrevista para a Rádio Diário AM 780, no fim da tarde. Ela demonstrou preocupação com o fato de que o município atingiu o maior número de casos ativos de Covid-19 desde o início da pandemia. “Estamos acompanhando tudo isso com muito trabalho, fazendo o rastreamento dos casos, entrando em contato com os contactantes destes casos e pedindo para as pessoas ficarem em casa. Nos últimos dias os casos vêm aumentando bastante. Estamos bastante preocupados. São 22 casos ativos (diferença entre o total e os curados). É um número bastante expressivo, o maior desde que começou a pandemia”, disse ela, revelando que o comitê tem se reunido diariamente, inclusive nos fins de semana para analisar a situação e reavaliar o plano de ação.

Anelise apontou que também preocupa o número de pacientes internados, também o maior desde o início dos casos no município e a secretaria avalia solicitar à Coordenadoria Regional de Saúde e ao Ministério da Saúde a habilitação dos leitos de UTI disponíveis no HCC. Mas a habilitação não significará que somente pacientes carazinhenses utilizem esta estrutura, uma vez que os leitos passam a ser regulados pela central, em Porto Alegre.

Questionada sobre a obediência dos pacientes que estão em monitoramento domiciliar, a secretária observou que todos tem atendido a solicitação de permanecer em casa. Todos os dias eles recebem as ligações da equipe da Saúde que monitora o estado clínico. Quando, eventualmente, a ligação não é atendida, alguém da secretaria vai até a casa do paciente saber o que está acontecendo. “Às vezes as pessoas testam negativo e nos questionam que mesmo assim precisam cumprir o isolamento. Muitas vezes a gente pede uma reavaliação porque o médico analisa a condição física do paciente e é preciso ter todo cuidado porque o coronavírus é facilmente transmitido”, justifica.

Denúncias de aglomeração

Muito se comentou sobre a grande movimentação de pessoas durante o fim de semana, especialmente no centro da cidade, em postos de combustíveis e supermercados. Anelise lamentou a situação e revelou que a vigilância sanitária e a fiscalização municipal têm trabalhado para coibir este tipo de ação e frisou que é necessária a colaboração de todas as pessoas. Ela não descartou a possibilidade de o Município adotar medidas mas durar para fazer com que as pessoas não saiam sem necessidade. “Não gostaríamos de forma nenhuma penalizar as pessoas. A ideia não é apontar o dedo para as pessoas, mas temos visto muito disso. As pessoas vêm nos denunciar que viram muita gente no Parque, mas o que ela foi fazer lá também? Recebemos denúncias e precisamos a colaboração de todos, não de alguns”, argumentou.

*Diário da Manhã

Os comentários de terceiros são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

COMENTÁRIOS

Enviar
1
Olá!
Olá!
Gostaria de pedir uma música!
Powered by