Rio Grande do Sul entra a semana sem cidades com bandeira vermelha

FOTO: Reprodução

Rio Grande do Sul entra a semana sem cidades com bandeira vermelha

Secretaria da Saúde do RS confirma mais sete mortes por coronavírus e total vai a 74
Confirmado o segundo caso de Coronavírus em Espumoso
Passo Fundo registra três mortes por coronavírus neste sábado e total vai a 78

A atualização das bandeiras de risco para coronavírus feita pelo governo do Estado, na tarde deste sábado (16), mostra uma melhora de indicadores na região de Lajeado e uma piora na região de Uruguaiana. Com a atualização de bandeiras, as 20 regiões do Estado passam a operar com bandeiras laranja ou amarela, entre os dias 18 e 24 de maio, sem alerta para risco alto (vermelha).

Em Uruguaiana, o aumento no número de casos foi determinantes para que a bandeira passasse de amarela (nível baixo de risco) para laranja (nível médio de risco). O número de casos subiu de três para sete, no recorte de 14 dias.

Já Lajeado, deixou de ser a única classificada com bandeira vermelha (nível alto de risco) e passa, a partir de segunda-feira (18), para a bandeira laranja (nível médio). Segundo o governo, houve melhora no indicador de número de novos casos semanais.

Também caiu a velocidade de pacientes internados por síndrome respiratória aguda grave. Com a bandeira laranja, o comércio poderá reabrir, as portas, com restrições, na região de Lajeado, a partir de segunda-feira (18).

As outras 18 regiões do Estado seguem com os mesmos níveis de risco e, portanto, com as mesmas regras de convivência.

Entenda o modelo de bandeiras

Chamado de distanciamento controlado pelo governo do Estado, o modelo entrou em vigor no dia 11 e permite a flexibilização ou endurecimento de regras com base no impacto semanal do coronavírus em cada uma das 20 regiões do Estado. De acordo com a proliferação do vírus e com a ocupação de leitos de UTI, é definida, semanalmente, uma bandeira de risco (amarela, laranja, vermelha e preta) para cada região.

As bandeiras mais claras indicam que a situação está mais controlada e, portanto, as atividades sociais e econômicas podem funcionar com menos restrições. Na outra ponta, as bandeiras vermelha e preta indicam aumento da proliferação do coronavírus e menos vagas de UTI disponíveis, determinando mais restrições.

Além das regras específicas para cada bandeira, o uso de máscara é obrigatório em todo o território gaúcho, em áreas públicas e ambientes de trabalho.

Qual a bandeira em cada região

No site distanciamentocontrolado.rs.gov.br, é possível conferir a bandeira em vigor para cada cidade gaúcha, e as regras que devem ser seguidas em cada atividade.

Entre as 20 regiões definidas pelo governo do Estado, estão com bandeira laranja as áreas de: Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo, Caxias do Sul, Santa Cruz do Sul, Cruz Alta, Lajeado, Uruguaiana, Santa Maria, Santo Ângelo, Palmeira das Missões, Erechim, Passo Fundo, Pelotas e Capão da Canoa.

Com bandeira amarela, estão as regiões de: Taquara, Ijuí, Santa Rosa, Bagé e Cachoeira do Sul.

*Gabriel Jacobsen - Gaúcha ZH.
Os comentários de terceiros são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

COMENTÁRIOS

Enviar
1
Olá!
Olá!
Gostaria de pedir uma música!
Powered by