NÃO-ME-TOQUE: Proerd, por uma vida livre de drogas

NÃO-ME-TOQUE: Proerd, por uma vida livre de drogas

Associação Não-Me-Toquense de Proteção e Defesa dos Animais encerra suas atividades por falta de apoio
Coordenadora da 7ª Região Tradicionalista prestigia Jantar Fandango do CTG Galpão Amigo
Campanha de distribuição de roupas acontece neste sábado em Não-Me-Toque

Em Não-Me-Toque, o Proerd vem sendo desenvolvido desde Maio com aproximadamente 75 alunos do 5º ano nas EMEFé desenvolvido desde maio junto as EMEF Valdomiro Graciano, EMEF Santo Antônio e EMEF Nossa Senhora de Lourdes.

O abuso de drogas constitui-se em ameaça à sociedade porque representa, para o usuário, um comprometimento do futuro e da qualidade de suas relações sociais, com maior propensão ao envolvimento em crimes, violência e ingresso num ciclo de decadência de valores. O público mais vulnerável à dependência é composto por crianças e adolescentes, pelo fato de se encontrarem menos preparados para resistirem aos muitos apelos e incentivos ao uso de drogas, presentes nos meios de comunicação em massa e na ideologia da sociedade contemporânea.

A principal estratégia contra esses males é a prevenção por meio do diálogo com as pessoas, ainda durante sua infância e adolescência, fases de suas vidas em que se encontram mais naturalmente aptas a receber orientações e assimilar valores. Investir com o Proerd é interferir positivamente no processo desencadeador do fortalecimento individual dos futuros condutores da sociedade contra as investidas de criminosos e de outras formas de chamamento ao abuso de drogas e à prática de ações antissociais.

O Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) consiste num esforço cooperativo da Polícia Militar, Escola e Família, visando preparar crianças e adolescentes para fazerem escolhas seguras e responsáveis na autocondução de suas vidas, a partir de um modelo de tomada de decisão. Por meio de atividades educacionais em sala de aula, oferece-se aos jovens as estratégias adequadas para tornarem-se bons cidadãos, resistir à oferta de drogas e ao apelo da violência.

“Ao longo dos 15 anos de atuação o Programa tem sido bem recebido pelas Escolas, e é uma vacina para o caminho sadio e a melhor fase para isso é o 5º ano, quando estas crianças estão em uma fase de muita curiosidade”, afirma Tenente Gerson.

O reconhecimento da sociedade, por sua valiosa e imensurável contribuição, é realidade. O PROERD aproxima os estudantes dos policiais militares, ampliando o trabalho pedagógico e contribuindo no desenvolvimento da cidadania. Respeitar os outros, evitar influências negativas e conduzirem suas vidas livre do abuso de drogas, da violência e de outros comportamentos perigosos são as principais questões abordadas nos encontros com os alunos.

*Ascom Prefeitura de Não-Me-Toque/RS. 
Os comentários de terceiros são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

COMENTÁRIOS

Enviar
1
Olá!
Olá!
Gostaria de pedir uma música!
Powered by