Dia de Campo Soja Roos apresenta novas cultivares

Stara é uma ótima empresa para trabalhar, afirma pesquisa GPTW
Bezerras de três a oito meses devem ser vacinadas contra brucelose
Apae celebra Semana Nacional da Pessoa com Deficiência com o tema “O futuro se faz com a conscientização das diferenças”

Há 53 anos no mercado de sementes, a empresa E. Orlando Roos realizou nesta quarta e quinta-feira, dias 02 e 03 de março, o Dia de Campo Soja. Nos dois dias de evento, mais de 2 mil produtores acompanharam as palestras e demonstrações em campo das novas cultivares.

Em entrevista à Rádio 90.9 FM, o gerente de pesquisa da GDM, Marcos Norio Matsumoto afirmou que as empresas estão desenvolvendo novas cultivares, dando alternativas aos produtores. “O agricultor têm opções. Ele presisa pesquisar, se informar e ver qual a melhor semente que se adapta ao clima e solo da região”.

Questionado sobre a produtividade da soja, Marcos afirmou que o desafio das empresas que produzem sementes é alcançar a marca dos 100 sacos por hectare. “Estamos buscando isso, mas não dependente simplesmente da nova cultivar. É necessário um ajuste na época do plantio, fertilidade necessária, ou seja, um pacote de informações.”

Marcos também destacou o fator principal da queda na produtividade. Segundo ele, a mortandade das plantas na germinação e na primeira semana foram provocadas pelo excesso de chuvas em solos pesados. “O número de plantas por hectare não foi o suficente para fechar a média,” finalizou.

 

Ouça no player o Diretor da E. Orlando Roos, Airton Andreis

Ouça no player o Gerente de Pesquisa da GDM, Marcos Norio Matsumoto

Produção: Departamento de Jornalismo da Rádio 90.9 FM

Os comentários de terceiros são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

COMENTÁRIOS

Enviar
1
Olá!
Olá!
Gostaria de pedir uma música!
Powered by