Saiba a diferença de zika, dengue e chikungunya

Saiba a diferença de zika, dengue e chikungunya

PROCON fiscalizará postos de combustíveis em Não-Me-Toque
Polícia Civil prende jovem foragido da justiça em Não-Me-Toque
Gestores visitam lote do Alfredo Alziro Roos III

Uma das dificuldades para identificar o zika vírus é a semelhança da doença com a dengue e a chikungunya. Transmitido pelo mesmo mosquito, o Aedes aegypti, tem sido o centro das discussões por causa de seus efeitos, entre eles, a microcefalia. Mas, tanto para os especialistas quanto para quem contrai o vírus, ainda há muitas dúvidas em relação ao diagnóstico e os sintomas.

O que é o zika? É um arbovírus (do gênero flavivírus), ou seja, costuma ser transmitido por um artrópode, que pode ser um carrapato, mas normalmente é um tipo de mosquito. No caso do zika, ele é transmitido por um mosquito do gênero Aedes, como o Aedes aegypti, que também causa a dengue. Além disso, ele também está relacionado com a febre amarela, febre do Nilo e a encefalite japonesa. O vírus foi identificado pela primeira vez em 1947 em Uganda, na floresta de Zika. Ele foi descoberto em um macaco rhesus durante um estudo sobre a transmissão da febre amarela no local.

O que é Chikungunya? É uma doença parecida com a dengue, causada pelo vírus CHIKV, da família Togaviridae. Seu modo de transmissão é pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado e, menos comumente, pelo mosquito Aedes albopictus. Seus sintomas são semelhantes aos da dengue: febre, mal-estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, apatia e cansaço. Porém, a grande diferença da febre chikungunya está no seu acometimento das articulações: o vírus avança nas juntas dos pacientes e causa inflamações com fortes dores acompanhadas de inchaço, vermelhidão e calor local.

Principais sintomas: As manchas na pele surgem em todos os casos de zika, no primeiro ou no segundo dia da doença. Na dengue, atingem de 30 a 50% dos casos e surgem a partir do quarto dia. Na chikungunya, acontecem em metade dos casos entre o segundo e quinto dia. Em relação as dores nas articulações, o zika vírus apresenta intensidade de leve à moderada. Na dengue, é leve e associada a dor nos músculos. Já em pacientes com chikungunya, a dor nas articulações é de moderada à forte e apresenta inchaço. A conjuntivite é um sintoma comum no zika vírus, é rara na dengue e aparecem em até 30% dos casos de chikungunya. Em relação a sangramento, o zika não apresenta, na dengue o sangramento é moderado e na chikungunya é leve. Quem tem zika pode não ter febre, mas quando aparece é leve e dura até dois dias. Na dengue, a febre é acima de 38 graus e pode durar até sete dias. Na chikungunya é alta e persiste por dois ou três dias.

Em Não-Me-Toque, a Secretaria Municipal de Saúde, através das equipes de combate as endemias, encontraram até meados do mês de novembro de 2015, 392 focos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. No Brasil são mais de 754 mil casos somente neste ano.

 

Ouça no player a entrevista com o Secretário Municipal de Saúde, Marco Costa

 

Com informações: UOL Notícias

Produção: Departamento de Jornalismo da Rádio 90.9 FM

Os comentários de terceiros são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

COMENTÁRIOS

Enviar
1
Olá!
Olá!
Gostaria de pedir uma música!
Powered by